Revolução e contrarrevolução em Portugal (Revolução dos Cravos)

Revolução dos Cravos: Em 25 de abril a Revolução dos Cravos pôs fim à mais longa ditadura da Europa. O salazarismo governou a partir de 1932 com mãos de ferro. Naquela noite, em 1974, uma parte dos escalões inferiores das Forças Armadas, apoiado pela classe operária e do povo, esta ditadura entrou em colapso e abriu o caminho para uma profunda situação revolucionária. Para coordenar o levante em várias cidades do país, os revolucionários concordaram em transmitir pelo rádio uma música que serviria como um sinal, a canção "Grândola, Vila Morena" a qual estava censurada pela ditadura. Ao ouvi-la, todos deveriam ir ao mesmo tempo contra as sedes do salazarismo. Abriu-se um dos processos revolucionários mais ricos da segunda metade do século XX, onde a revolução portuguesa foi combinada com a revolução nas colônias. Como em qualquer processo revolucionário, houve um choque entre a força do movimento de massas e as organizações reformistas que lutaram para desviar e derrotar o processo revolucionário. Nossa corrente deu seus primeiros passos no país lusitano no meio desse processo. Durante as próximas 4 semanas, estaremos colocando textos dessa história e das controvérsias que ocorreram. Com este Dossiê, sobre a revolução portuguesa, começamos no Arquivo Leon Trotsky a publicação mensal de dossiês sobre os grandes acontecimentos da luta de classes. Nesta primeira edição, apresentamos seis textos de polêmica publicados na Revista de America, nº 14, 1974. Além disso, uma carta de um camarada do PST argentino, a Nahuel Moreno, sobre a forma como se deu o processo de construção do nosso grupo em Portugal

Textos do dossiê

Carta de Mario
DOGLIO, Mario. Carta de Mario. 18/05/1975.

El papel del Movimiento de las Fuerzas Armadas - MFA
Maitán, Livio. El papel del Movimiento de las Fuerzas Armadas - MFA. 08/1975.

¿ MFA o democracia obrera revolucionaria ?
Maitán, Livio. ¿ MFA o democracia obrera revolucionaria ?. 08/1975.

¿Qué es el Movimiento de las Fuerzas Armadas?
International Socialist Review. ¿Qué es el Movimiento de las Fuerzas Armadas?. 08/1975.

¿Un Vietnam en África?
Sousa, Fernando. ¿Un Vietnam en África?. 08/1975.

Revolución y contrarrevolución en Portugal
Moreno, Nahuel. Revolución y contrarrevolución en Portugal. 08/1975.

La revolución angolesa en busca de una dirección
Sousa, Fernando. La revolución angolesa en busca de una dirección. 08/1975.

Extender el doble poder
Romero, Andrés. Extender el doble poder. 08/1975.

La revolución portuguesa y los peligros que la acechan
Mandel, Ernest. La revolución portuguesa y los peligros que la acechan. 08/1975.

Por una línea correcta en Portugal
Foley, Gerry; Hansen, Joseph; Novack, George. Por una línea correcta en Portugal. 02/1976.

Documents and articles on Portugal
Ali, Tariq. Documents and articles on Portugal. 03/1976.

Angola. Qué fue y qué es el MPLA [Movimiento Popular Para Libertação de Angola]
Silva, João. Angola. Qué fue y qué es el MPLA [Movimiento Popular Para Libertação de Angola]. 10/1977.